CDL participa de reunião sobre criminalização do não pagamento do ICMS

Numa reunião puxada pelo Sincadise (Sindicato dos Atacadistas de Sergipe), Fecomércio e diversas entidades do comércio e serviços, dentre elas a Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), o tema sobre criminalização de empresas ante o não pagamento do ICMS, foi amplamente  debatido na manhã desta segunda-feira, 03, e gerou expectativas do setor produtivo.

Os empresários, dentre eles o presidente da CDL, Brenno Barreto, manifestaram preocupação diante da criminalização das empresas e pregam a aplicação de um plano especial para regularizar os setores do Comércio, Indústria e Serviços, por meio de recuperação fiscal e financeira dos negócios.

“Dessa forma queremos fazer com que as empresas possam se recuperar, continuarem vivas e gerando empregos em Sergipe”, pontua Brenno. Os debates vão continuar na pauta do Ministério Público, que atua como mediador da situação perante os poderes públicos constituídos.