Em parceria com a CDL, Media realizará ação de mediação de conflitos

Foto -

Iniciativa tem como objetivo a solução de conflitos em que as partes busquem em conjunto a solução mais apropriada.

Mediação Extrajudicial

É uma forma privada de solução de conflitos em que um terceiro neutro, imparcial e sem poder decisório, auxilia as partes a conversar, refletir, entender o conflito e buscar, por elas próprias, a solução. Nesse caso, as próprias partes é que tomam a decisão, agindo o mediador como um facilitador. O propósito desse procedimento é possibilitar o encontro de respostas aos problemas das partes, mediante a utilização de técnicas de explicitação de seus reais interesses e necessidades, buscando opções criativas e possíveis, que precisará agradar a ambas as partes. A Mediação é um procedimento estruturado, onde se encontra a solução para os problemas em semanas, podendo finalizar (ou não) em um ACORDO. Assim, a Mediação é utilizada para facilitar o entendimento entre as pessoas que já tiveram um histórico de relações continuadas, mas houve um rompimento dos vínculos, por algum motivo, como por exemplo, família, vizinhos, colegas de trabalho, colegas de escola, amigos.

Princípios Orientadores da Mediação

1.    Imparcialidade do mediador

2.    Igualdade entre as partes

3.    Direito à palavra às partes

4.    Informalidade

5.    Autonomia da vontade das partes

6.    Busca do melhor interesse das partes

7.    Confidencialidade

8.    Boa fé

Nossa Missão

Disponibilizar, fora do Judiciário, os meios necessários como espaço físico, corpo de mediadores, cursos e palestras e apoio administrativo com o objetivo de proporcionar os procedimentos de Mediação e da Arbitragem com qualidade e profissionalismo, visando a melhor solução das controvérsias a nós apresentadas. As partes podem dialogar e buscar o entendimento sob forma de um ACORDO que, por lei, torna-se um título executivo judicial (Novo CPC, Lei 13.105/2015; Lei 13.129/2015 e Lei 13.140/2015). Esse trabalho conta com a ajuda de uma equipe multidisciplinar de mediadores, conciliadores e árbitros que são advogados, psicólogos, assistentes sociais, administradores de empresas, pedagogos, professores, etc.

Advocacia na Mediação

A presença do advogado durante todo o procedimento de Mediação (antes, durante e depois) é de extrema importância, para proporcionar aos seus clientes uma segurança, prestando as orientações jurídicas que somente por ele poderão ser prestadas. O Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94, art. 2°), bem como a Constituição Federal (art. 133), reconhecem que o advogado é indispensável para a administração da Justiça.

 

 

CÂMARA MEDIA

PODER JUDICIÁRIO

SIGILO

Sessão sigilosa

Audiência Pública

NEGOCIAÇÃO

Ampla

Restrita

JURISDIÇÃO

Inexiste

Depende da localidade, matéria e valor da causa

DURAÇÃO DO LITÍGIO

Máximo de 6 meses

Anos

CUSTAS

Inexiste

Processuais + ônus da sucumbência

HONORÁRIOS

Não obrigatórios

Obrigatórios

RECURSO

Inexiste

Ordinários, Extraordinário, Especial, Embargos

EFICÁCIA

Termo de acordo vale imediatamente como Título Executivo Judicial

A sentença valerá como Título Executivo Judicial após julgamento do último Recurso impetrado

 

Para mais informações, entre em contato:

(79) 98107 5816

Eliza Fernandes Marques

Diretora Administrativa

 

(79) 99928 0040

Ana Sarmento

Diretora Administrativa